Após 4 anos do rompimento Ato reforça a busca por justiça

Publicado em: 30/10/2019

Nos dias e 04 e 05 de novembro, data em que completam quatro anos do rompimento da Barragem do Fundão, as Comissões de Atingidos de Santa Cruz do Escalvado/Chopotó e de Rio Doce e o Centro Alternativo de Formação Popular Rosa Fortini realizam o Ato em memória ao dia em que ocorreu o maior desastre ambiental do Brasil, envolvendo barragens de rejeito.

Com o tema “Resistência que Inspira Luta”, os atingidos demonstram que os danos acumulados nos últimos quatro anos e a mudança inesperada no modo de vida das pessoas que dependiam dos rios não permitem que este desastre seja esquecido. Mesmo com todos os entraves e descasos da Fundação Renova e das mineradoras, o envolvimento e a resistência dos atingidos do Território solidificam todo o processo de luta.

Para rememorar o fato e reforçar a necessidade de reparações e compensações justas para o Território por parte das mineradoras (Samarco, Vale e BHP), as comunidades atingidas de Santa Cruz do Escalvado/Chopotó e de Rio Doce participarão de várias atividades do Ato no início da próxima semana.

PROGRAMAÇÃO

04/11 - 2ª FEIRA

9h30 às 12h – Apresentação de filme para os alunos de Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado.

14 às 16h – Seminário Temático para profissionais das áreas jurídica, social e ambiental. Local: Espaço Candonga - Rio Doce/MG

18h30 às 21h – Cinema na Praça: “O Amigo do Rei” e Atividade de Brinquedoteca para crianças (contação da história do livro infantil “Um dia, um rio” e outras atividades lúdicas, desenhos).

Local: Passeião/Rio Doce | Quadra coberta/Novo Soberbo

05/11 - 3ª FEIRA

9 às 15h - Ação/Blitz informativa – incluindo distribuição de folder, mudas, cartilhas, exposição de imagens, desenhos, esclarecimentos sobre questões ambiental e jurídica, tira-dúvidas gerais.

Local: Praça Jardim/Rio Doce |  Centro Comercial/Novo Soberbo

15h20 – Toque da sirene e concentração para caminhada

15h30 às 16h30 – Caminhada

16h30 – Apresentação da Orquestra da Associação Música e Arte -AMA. 

17 às 18h – Momento religioso e de reflexão (momento dos atingidos e seus representantes) 

 

Cartaz do evento:

 

 

 



Compartilhe: