Comissões de Atingidos participam da construção do Plano de Cheias

Publicado em: 04/07/2019

Comissões de Atingidos de Rio Doce e de Santa Cruz do Escalvado/Chopotó e assessores técnicos do Centro Alternativo de Formação Popular Rosa Fortini reuniram-se, no dia 27 de junho, com funcionários da Fundação Renova para tratar da construção do Plano de Contingência para Período Chuvoso, Plano de Cheias do Território.
 
Priscila Arruda Cordts, profissional da Fundação Renova responsável pelo Plano de Contingência, explicou que o objetivo do Plano é estabelecer normas de prevenção. Este Plano contém uma estrutura de emergência para executar ações sob um sistema de comando e bases de operação. Com este sistema é possível viabilizar tomadas de decisões rápidas frente às adversidades no período chuvoso (início em  15 de outubro) e assim garantir a segurança da população.
 
Os representantes das Comissões explicaram aos funcionários da Fundação Renova os maiores problemas causados pelas cheias no Território, além da preocupação com a segurança da barragem da UHE Risoleta Neves.
 
Outros problemas foram apontados durante a reunião. Como o rejeito obstruiu boa parte da calha dos rios, numa possível enchente ou tromba d’água, as águas poderão alcançar níveis mais elevados dos terrenos, o que aumenta o risco para as comunidades ribeirinhas.
Outra preocupação seria a movimentação, para calha dos rios do Carmo e Doce, do rejeito que ainda permanece acumulado em pontos de suas margens. No caso de cheias, existe a possibilidade do rejeito alcançar terrenos ainda não atingidos e também ser revolvido com a força das águas. No último caso, aumentaria a turbidez das águas, o que é prejudicial à ictiofauna e outros seres que vivem neste ambiente aquático.
 
Ao final da reunião, definiu-se que serão agendadas visitas às comunidades ribeirinhas a partir do dia 08 de julho pela Fundação Renova, Comissões e Assessoria Técnica. Também será agendada uma reunião com a Defesa Civil dos três municípios e as Comissões de Atingidos.
 
Além dos profissionais da Fundação Renova e dos técnicos do Centro Rosa Fortini, estavam presentes, Raimundo Ribeiro Filho (comunidade de Santana), Djanira da Silva Rocha, Marta Helena dos Santos Ferreira, Sebastião Sílvio de Oliveira (Tininho), José Maurício Pereira, Márcio Lazarini, membros da Comissão de Atingidos de Rio Doce; e Antônio Carlos da Silva e Geraldo Felipe dos Santos, da Comissão de Atingidos de Santa Cruz do Escalvado/Chopotó.
 



Compartilhe: