Território recebe visita de membros do Painel do Rio Doce

Publicado em: 04/10/2019

Pesquisadores, membros das Comissões e do Centro Rosa Fortini

Representantes das Comissões de Atingidos de Rio Doce e de Santa Cruz do Escalvado/Chopotó e do Centro Alternativo de Formação Popular Rosa Fortini receberam, no dia 02 de outubro, visita de membros do Painel Independente de Assessoria Técnica e Científica do Rio Doce.
 
O encontro foi importante, uma vez que oportunizou o diálogo entre cientistas com reconhecimento internacional, atingidos e Assessoria Técnica Independente (ATI). O Centro Rosa Fortini fez uma retrospectiva, desde a data do rompimento da barragem de Fundão (Samarco) até os momentos atuais de luta, destacando pontos críticos das intervenções socioambientais da Fundação Renova no Território. Espera-se que o encontro sensibilize os especialistas para as diversas demandas que até hoje afligem os atingidos.
 
Antônio Carlos, membro da Comissão de Atingidos de Santa Cruz,  explica o modo de
vida das comunidades e a forte relação com o Rio Doce.
 
Os especialistas do Painel do Rio Doce perguntaram para os atingidos e ATI sobre suas relações com o Sistema de Governança da Fundação Renova. Em resposta ao questionamento, os atingidos destacaram a falta de diálogo e as tomadas de decisões unilaterais por parte da Renova. Os atingidos relataram que a Fundação inicia obras sem esclarecer suas razões e seus impactos no cotidiano da comunidade e na natureza. 
 
O Painel é gerido pela União Internacional para Conservação da Natureza (UICN) e tem o papel de fornecer recomendações técnicas à Fundação Renova e ao Sistema CIF, com o objetivo crítico de assessorar os esforços de recuperação na Bacia do Rio Doce após o rompimento da barragem de Fundão. Os resultados das investigações e as recomendações deste grupo são publicas no site do Painel do Rio Doce: CLIQUE AQUI.
 



Compartilhe: