Representantes do Território buscam reparações para as perdas na Educação, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo

Publicado em: 29/07/2019

O Quiosque do Lago era um dos locais de lazer do Território mais frequentado. Está localizado à beira do rio Doce (área alagada à montante da UHE Risoleta Neves)

Dando continuidade aos trabalhos da Câmara Técnica de Educação, Cultura, Lazer, Esporte e Turismo (CT ECLET), reuniram-se em Belo Horizonte, nos dias 10 e 11 de junho, Airton Mol Almeida, representante da Comissão de Atingidos de Rio Doce e Carola Lopes, assessora técnica do Centro Alternativo de Formação Popular Rosa Fortini, com outros membros desta CT.
 
Um dos primeiros assuntos tratados durante a reunião foi a definição dos membros da CT ECLET que representarão os atingidos. O processo de indicação ocorrerá através das Câmaras Regionais e dependerá da formalização das comissões em todos os municípios e das contratações das assessorias técnicas, sendo apenas um titular de Minas Gerais e um suplente do Espírito Santo. 
 
O município de Santa Cruz do Escalvado encaminhará à CT ECLET projeto reparatório pela perda do uso do lago da UHE Risoleta Neves (Candonga). O projeto de Rio Doce, a construção de um Parque Urbano, passou pela validação da comunidade e já foi encaminhado à CT ECLET. Os projetos passam pelas seguintes instâncias: aprovação da comunidade, apresentação ao Grupo de Trabalho da CT ECLET e aprovação pelo Conselho Curador da Fundação Renova. Em seguida, a CT ECLET elabora Nota Técnica e encaminha ao Comitê Interfederativo (CIF) para deliberação.
 
Também houve apresentação, pela Fundação Renova, do diagnóstico de referências culturais, incluindo um inventário participativo dos bens culturais de natureza material e imaterial impactados (realizado pela Estilo Nacional). Até o momento, foram contempladas um total de  24 localidades de Mariana, Barra Longa, Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado e Ponte Nova. A Fundação Renova informou que o diagnóstico do Chopotó (Ponte Nova) está em fase de aprofundamento.
 
Após relatos dos representantes dos atingidos sobre a necessidade de inclusão de projetos na área de esporte, a Fundação Renova, informou que uma nova categoria, perda de espaços de sociabilidade como bares e campos de futebol, foi criada. Airton Mol disse aos membros da CT ECLET que não tem conhecimento de nenhum projeto relacionado ao esporte sendo desenvolvido no Território. “Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Ponte Nova e Barra Longa sempre foram municípios que participaram de forma ferrenha das disputas esportivas”, defendeu o representante dos atingidos de Rio Doce, propondo projeto esportivo para a região.
 



Compartilhe: