Número de casos de Covid-19 nas cidades da região continua aumentando

Publicado em: 26/06/2020

Todos os dias, governos municipais recomendam novas medidas de distanciamento social, reforçando o combate ao Covid-19. As determinações são motivadas pelo crescente número de casos nas cidades do interior de Minas Gerais e pela redução do número de leitos disponíveis nos hospitais regionais e nos de campanha.

Como é de competência dos municípios a determinação de medidas restritivas no combate ao coronavírus, cada um deles, de acordo com a realidade vivenciada, impõem suas regras. Os municípios da microrregião do Vale do Piranga tomaram as seguintes medidas: somente funcionamento de serviços essenciais; abertura dos comércios por etapas; barreiras sanitárias nas entradas das áreas urbanas; dias alternados para a população sair de casa; testes e orientações à população; dentre outras.

Além do esforço dos governos municipais, a população deve respeitar os protocolos de higiene informados pelas autoridades sanitárias. As pessoas que precisam trabalhar e não podem ficar em casa, devem usar máscaras da maneira correta, lavar as mãos com água e sabão frequentemente, evitar tocar nos olhos e boca, evitar tocar em superfícies, cobrir a boca e o nariz com um lenço de papel ao tossir ou espirar, utilizar álcool 70% e não compartilharem objetos de uso pessoal.

Até o dia 23 de junho, os municípios de Santa Cruz do Escalvado e de Rio Doce não haviam contabilizado nenhum caso da doença. Já Ponte Nova, cidade polo da microrregião, possuía 44 casos confirmados de Covid-19 e uma morte. Depois de Ponte Nova, as cidades que contabilizaram mais casos foram Rio Casca com 33 casos, Barra Longa com 20 casos e Urucânia com 19. O único caso de Acaiaca resultou em morte. Ainda não são realizados testes em todas as pessoas com sintomas leves e por vários motivos, existe uma margem de subnotificação em todo país.

Veja em seguida o número de leitos disponíveis para toda a população de Ponte Nova e região. Os números são referentes aos hospitais Arnaldo Gavazza e Nossa Senhora das Dores e foram informados em 20 de junho. Dos 30 leitos do CTI existentes do hospital Arnaldo Gavazza, 11 são para atender casos de Covid-19. No Hospital Nossa Senhora das Dores existem 15 leitos de CTI, 5 destinados à pacientes com Covid-19. No dia 20 de junho havia um paciente em cada um dos CTI’s.  

Dos 111 leitos clínicos existentes no hospital Arnaldo Gavazza, 10 são reservados para pacientes com Covid-19 (60% já ocupados). Dos 109 leitos clínicos do hospital Nossa Senhora das Dores, 20 estão reservados para pacientes com Covid-19 (40 % já ocupados). Os hospitais atendem à população de 54 municípios que compõe a região Macro Leste do Sul.

Acompanhe os dados atualizados pelas secretarias municipais de saúde dos 21 municípios da microrregião de Ponte Nova pelo site www.cisamapi.mg.gov.br

 

 



Compartilhe: